News



foto

Queda De Barreira Na Br 040

Foto: Arquivo Internet

Chuva causa transtornos em Xerém

Temporal do último sábado dia 10, causou quedas de barreiras e alagamentos em vários bairros

A chuva forte que atingiu Xerém no fim da tarde e início da noite de sábado causou muitos transtornos na região. Houve em média 11 deslizamentos de terra em Xerém e alguns alagamentos.

O deslizamento de uma pedra sobre uma residência no Bairro Barreiro deixou uma família desalojada. A família foi para a casa de parentes.
Houve deslizamentos também na Rua do norte no bairro Santo Antônio da Serra e nos bairros Vila Bonança, Mantiquira, Vila Nossa Senhora das Graças e Café Torrado.
" Nós ficamos esperando as sirenes tocarem para ir para um ponto de apoio mas elas não tocaram. Disseram que as sirenes estão sem funcionar. Ficamos sem saber o que fazer", reclama a moradora Josilda Ramos do bairro Mantiquira.

Casas ficaram alagadas nos bairros KM 51, Fátima e Igreja Velha e alguns moradores perderam seus móveis por causa de alagamentos.
Uma queda de barreira chegou a interditar a pista de subida da serra de Petrópolis no KM 100 da BR 040 na altura de Xerém.
A estrada RJ 115 de acesso a Xerém estava totalmente alagada des da descida do viaduto sobre a BR 040 até o campo do Fluminense em Xerém.

Procuramos o governo do estado para saber sobre o funcionamento das sirenes, que nos enviou uma nota dizendo que atualmente, as sirenes de Duque de Caxias e de outros 10 municípios do Estado (Cachoeiras de Macacu, Mangaratiba, Barra Mansa, Areal, Barra do Piraí, Queimados, São João de Meriti, São Gonçalo, Magé e Angra dos Reis) estão inoperantes. A liberação do edital de licitação fica a cargo do Tribunal de Contas do Estado (TCE). A Secretaria de Estado de Defesa Civil (Sedec) trabalha nos ajustes determinados pelo órgão para dar andamento ao processo.

Segundo o subsecretário de defesa civil do município de Duque de Caxias André Xavier, choveu 150 milimetros no distrito de Xerém. " Foi muita chuva em um curto espaço de tempo" disse André.
André Xavier ressalta que em caso de chuva forte e persistente é importante que moradores de áreas consideradas de risco procurem lugar seguro.

Caso necessitem de algum auxílio ou mesmo uma vistoria preventiva da defesa civil municipal, o morador pode ligar para os seguintes telefones:0800 023 0199 ou 2671 - 4576

12/03/2018

14:54:47