Chuva provoca queda de árvore, alagamentos e queda de granizo na Serra do RJ

Pedras de gelo atingiram carros e supermercado no Centro de Nova Iguaçu na baixada fluminense . Uma rua virou um rio de gelo.


A chuva provocou queda de árvore, alagamentos e queda de granizo em cidades da Região Serrana do Rio. Segundo moradores, a chuva atingiu diversos bairros da cidade.

Segundo Ana Cristina Conceição da Silva, de 49 anos, que mora no bairro Pessegueiros, em Teresópolis, a chuva começou por volta das 17h20.

Ela contou que estava chegando em casa e teve que buscar abrigo em um bar até a chuva passar.

Uma árvore também caiu em Albuquerque, mas a via não precisou ser interditada. Segundo os bombeiros, ninguém ficou ferido.

Em Petrópolis, a chuva também provocou alagamentos e queda de granizo, no distrito da Posse, e uma árvore caiu em Barra Mansa. Ninguém ficou ferido.

Também choveu forte com queda de granizo no município de Areal na regiao serrana.

 

Grande Rio:

Em Nova Iguaçu, uma rua do Centro da cidade ficou alagada e coberta de gelo. A rua parecia um rio coberto de pedras brancas. Também houve registro de queda de granizo em Mesquita, Belford Roxo, São João de Meriti e Nilópolis. 

Nas redes sociais, internautas relataram a intensidade do temporal e postaram fotos de carros com vidros quebrados pelas pedras de gelo e também de um circo montado na cidade de Mesquita.

O Supermercado Guanabara, no Centro de Nova Iguaçu, também foi atingido pela chuva forte. Além de ficar alagado, o estabelecimento também teve áreas dos caixas e de outros setores destruídas. Até 21h05, não havia informações sobre feridos.

Supermercado Guanabara destruído por chuva de granizo — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Foto: Supermercado Guanabara em Nova Iguaçu

Granizo cobriu a Via Light na Baixada Fluminense — Foto: Reprodução

Foto: Via Ligth em Nova Iguaçu coberta por gelo

A Prefeitura de Nova Iguaçu informou também que, devido a força da chuva, o Hospital Geral de Nova Iguaçu passou por minutos de desabastecimento de energia, sendo necessária a utilização de geradores, mas que a situação foi restabelecida na sequência.

O Instituto Climatempo, instabilidades ganharam força e se espalharam pelo estado, elevando o risco de temporal em locais do Médio Paraíba, região de divisa do Rio de Janeiro com Minas Gerais, na região Serrana e na Baixada Fluminense.

Para hoje há mais previsão de chuvas.

 

 

 

Comentários