Por falta de coveiros, filhos cavam cova da mãe em cemitério de Magé

Prefeitura diz que diretor do cemitério havia liberado todos os coveiros ao mesmo tempo na hora do almoço e, por causa disso, foi exonerado.

Quatro irmãos de uma família de Magé, na Baixada Fluminense, precisaram cavar a cova da própria mãe para enterrar o corpo dela no Cemitério Municipal II de Vila Esperança. O motivo foi a falta de coveiros 

O vídeo com a cena dos irmãos cavando a cova da mãe circulou pelas redes sociais nesta quinta-feira (18). Na gravação, uma das filhas da mulher cobrou as autoridades do município.

 

"Venho informar aqui a pouca vergonha que aqui em Magé, no Cemitério II da Vila Esperança. Esta aqui que está no caixão é nossa mãe. Não tem um coveiro aqui para enterrar. Quem está enterrando são os quatro filhos. E não tem um coveiro. Pelo amor de Deus. Minha mãe está sendo tratada pior que um cachorro. Isso é muito triste", disse ela.

 

Segundo um comunicado divulgado pela Prefeitura de Magé, o diretor do cemitério havia liberado todos os coveiros da unidade juntos na hora do almoço. Ainda de acordo com a nota, o diretor e a equipe foram exonerados por causa disso.

"É impensável em nosso governo que a população seja desassistida, ainda mais em um momento de dor. Lamentamos profundamente e informamos que todas as medidas já foram imediatamente tomadas pela gestão municipal", diz o comunicado.

 

Fonte: G1

Comentários