Duque de Caxias está entre as 7 cidades do RJ com menor cobertura vacinal segundo levantamento

Levantamento da Alerj analisou os dados sobre a aplicação de vacinas contra a Covid no Brasil. Queimados, São Gonçalo, São João de Meriti, Belford Roxo, Japeri, Duque de Caxias e Itaboraí estão no final do ranking.

Sete cidades do Rio de Janeiro estão entre as 10 com a menor cobertura vacinal nas regiões metropolitanas de Sul e Sudeste do país. Os números fazem parte de um relatório produzido pela assessoria fiscal da presidência da Alerj, que analisou os dados sobre a vacinação nos estados e municípios brasileiros.

Para a produção desse ranking, o relatório considerou apenas as cidades com mais de 100 mil habitantes. A pesquisa mostra a situação no último dia 28 de setembro.

Os sete piores da Região Metropolitana do RJ são:

 

  • Queimados;
  • São Gonçalo;
  • São João de Meriti;
  • Belford Roxo;
  • Japeri;
  • Duque de Caxias
  • e Itaboraí

 

O município de Queimados, na Baixada Fluminense, é o último da lista, com apenas 14% dos habitantes com o ciclo vacinal completo.

Segundo a Prefeitura de Queimados, a porcentagem de vacinados chega a 32% no município. Para as autoridades locais, a justificativa para a diferença está no atraso do envio das informações sobre os vacinados. O município alega ter poucos profissionais para fazer este serviço e promete reforçar a equipe com voluntários.

Em abril deste ano, a Secretaria Estadual de Saúde informou que cobraria dos municípios mais agilidade no registro dos dados sobre a vacinação.

"Como são cidades dormitório, tem gente que se vacina fora da cidade porque trabalha no Rio. Como são prefeituras muito desestruturadas, eventualmente elas podem demorar mais a lançar os dados. Mas de toda forma, mostra a tensão. Se você não tem indicadores, impossível realizar políticas públicas de qualidade", comentou Mauro Osório, diretor da assessoria fiscal da Alerj.

Niterói líder do ranking

A capital fluminense está em 6º lugar entre todas as cidades analisadas pelos pesquisadores. Ao todo, o Rio vacinou 54% de seus moradores, com as duas doses da vacina ou a dose única.

Já o município de Niterói é a cidade metropolitana com a maior cobertura vacinal do Sul e Sudeste. O município já imunizou 62% da população.

Entre todas as cidades do estado, Macuco é a que tem a campanha de vacinação mais avançada, com 78% dos moradores imunizados. Na outra ponta da lista aparece a cidade de Macaé, onde apenas 10% dos habitantes tomaram as duas doses ou a dose única contra a Covid-19.

Problemas na primeira dose

Muitos municípios também estão atrasados na aplicação da primeira dose. A pesquisa da Alerj mostrou que 26 dos 92 municípios do Rio de Janeiro não chegaram a 60% de pessoas com a primeira dose no braço. Entre eles estão:

  • São Gonçalo;
  • Belford Roxo;
  • Duque de Caxias;
  • Paracambi;
  • São João de Meriti;
  • e Queimados

"Nós temos na Região Metropolitana do Rio de Janeiro uma periferia que tem uma precariedade absurda e nós temos que procurar olhar isso. Prejudica na saúde, na pandemia, na violência, prejudica no fato de não ter saúde pública. As pessoas vão vir pra cá (capital) para buscar isso. Prejudica na revolta, porque desigualdade gera revolta e gera violência. Então a gente precisa de fato ter uma política que leve uma melhora na nossa periferia", comentou Osório.

 

Fonte: G1

Comentários