Estado do Rio tem a pior qualidade de vida entre estados do Sudeste, aponta pesquisa do IBGE

O estudo aponta que os principais problemas do estado são transporte e moradia. As condições de habitação no Rio são as piores do país, e no transporte, o estado está entre os cinco com o pior serviço.

O Estado do Rio tem a pior qualidade de vida entre os estados do Sudeste, segundo apontou uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). De acordo com o estudo, o transporte e a moradia são os principais problemas dos cidadãos fluminenses.

As condições de moradia no estado são as piores do Brasil, segundo o levantamento.

“A minha casa, a estrutura dela já está comprometida, porque são muitos anos que vivo aqui. Aí chove, chove tudo dentro, tem uma rachadura. A casa vai cair na minha cabeça, minha e dos garotos", diz a catadora Marli Rodrigues da Silva.

Ela mora com os dois filhos em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. Além das condições precárias da casa, a residência também não tem saneamento.

No caso do transporte, o estado está entre os cinco piores do país. A má qualidade dos serviços de ônibus, trens e vans faz parte do dia a dia dos que precisam do transporte público.

"A gente andar lá da rodoviária até aqui para pegar um ônibus é demais. O prefeito, alguém tinha que dar um jeito de botar um ponto próximo à rodoviária. Meu marido é deficiente visual, eu tenho problema nas minhas pernas, tudo inchado, não posso andar direito", diz a aposentada Miriane Cordeiro.

"Banco quebrado, sem ar-condicionado, muito cheio. Todo ruim", diz outra passageira.

O IBGE seguiu recomendações da Organização das Nações Unidas (ONU) para criar o índice que mostra a perda de qualidade de vida.

Especialistas afirmam que a mudança desse cenário depende de investimentos e vontade política por parte de todas as esferas de governo.

“O resultado dessa pesquisa, infelizmente, era esperado. Ela é resultado direto da falta de políticas públicas e investimentos nos três níveis de governo com essa questão: União, estados e municípios. A moradia é um direito e uma obrigação compartilhada pelos três níveis de governo”, afirma o especialista em Habitação Social, da Fundação Bento Rubião, Ricardo Gouvea.

O estudo do IBGE revelou ainda que estão em pior situação - com menos qualidade de vida - as famílias chefiadas por mulherespretos e pardos e pessoas com menos escolaridade e renda.

“Em pleno século XXI, você imaginar que existem famílias no estado do Rio de Janeiro sem um banheiro, e em tempos de pandemia, isso é de um clamoroso escândalo. A solução disso é o compromisso dos entes públicos no dimensionamento e na implementação de políticas públicas”, diz Ricardo Gouvea.

Fonte: G1

Comentários

Arquivo de Notícias
Publicidade
Categorias