Gripe por H3N2 matou cinco pessoas no RJ este ano

Variante do vírus é responsável pela atual epidemia no estado. Governo de MG cedeu 52 mil doses de vacina para o RJ.

A Secretaria Estadual de Saúde do RJ confirmou que foram registradas cinco mortes por H3N2 desde o início do ano. Uma variante desse vírus, chamada de Darwin, é responsável pela epidemia de gripe no estado.

A pasta ponderou que outras cepas de gripe mataram mais gente no passado. ”Em 2019, foram notificados 63 óbitos por H1N1”, destacou a secretaria.

O órgão também mostrou que o isolamento social imposto pela pandemia de Covid teve impacto nesses números. “Em 2020, foi notificado um óbito causado por H3N2; em 2019, dois óbitos”, informou. “E em 2020, foi identificado um óbito por H1N1”, acrescentou.

Já o coronavírus matou, desde 2020, quase 70 mil fluminenses.

Na cidade do Rio, segundo a Secretaria Municipal de Saúde, houve queda de 16% no número de atendimentos, em comparação com a semana passada.

Ainda assim, muitos pacientes vêm relatando longas filas e dificuldades de atendimento.

“Essa circulação de H3N2 no Rio é extemporânea, que demonstra para a gente o quanto a pandemia do coronavírus mexeu com a dinâmica das viroses respiratórias em geral”, explicou Fernando Motta, pesquisador da Fiocruz.

 

O vírus influenza está relacionado a 650 mil mortes por ano, estima a OMS — Foto: Getty Images

O vírus influenza está relacionado a 650 mil mortes por ano, estima a OMS — Foto: Getty Images

“A gente teve uma pouca circulação do vírus influenza e pouca exposição a esse vírus”, emendou.

Para Motta, os mesmos cuidados com o coronavírus servem para o da influenza. “Existe uma ferramenta que está na mão de todo mundo: isolamento social, a etiqueta respiratória, evitar aglomerações, usar máscara e, se estiver doente, não sair de casa. Se precisar sair, use máscara para evitar contaminar outras pessoas”, ensinou.

Nesta quinta-feira (16), a Secretaria Estadual de Saúde informou que recebeu 52.140 doses de vacina contra a gripe, cedidas por Minas Gerais. Elas estão disponíveis para todos os municípios, com exceção da capital, que recebeu 100 mil doses doadas pelo Espírito Santo.

O governador Cláudio Castro publicou nas redes sociais um agradecimento a MG e ao governador Romeu Zema.

 

Fonte: G1

Comentários